Peça Infernal sem Título – parte 1

Vou aproveitar este espaço para publicar em partes uma das minhas peças curtas. Esta ainda não tem título. Espero que gostem.

PERSONAGENS:
O JOVEM DEMÔNIO TULS
O JOVEM DEMÔNIO ERRBAHK
O VELHO DEMÔNIO BABABABA
O DEMÔNIO URU BIEL, PAI DE TULS E ERRBAHK
HUMANO TORTURADO

CENA 1 – O VELHO BABABACA
ruas do inferno. Tuls e errbahk , DOIS DEMÔNIOS ADOLESCENTES, estão caminhandO.
TULS: Bill Gates.
ERRBAHK: Príncipe Charles.
TULS: George Bush.
ERRBAHK: George W. Bush.
TULS E ERRBAHK: Condoleezza.
ERRBAHK: Bono. Pra largar a mão dessa viadagem de messianismo.
TULS: O Dalai Lama.
ERRBAHK: Robin Williams.
TULS: Celine Dion.
ERRBAHK: Quê? Cê é louco? A Celine Dion é a mestra insuperável da tortura! Nossa embaixadora na Terra! Tenho quase certeza de que Lúcifer foi ao Canadá e fecundou a mãe dela e a do Brian Adams!
TULS: É, pensando dessa forma… Bento Dezesseis.
ERRBAHK: Padre Marcelo Rossi.
TULS: Aquele da igreja universal?
ERRBAHK: Esse também.
TULS: Brasileiro tem tudo que dar pra Argentino. Oprah.
ERRBAHK: Tchekcov.
TULS: Esse já não tá aqui?
ERRBAHK: Hum… bom, todos os atores, diretores e dramaturgos que acham que teatro é arte e novela é cocô.
TULS: (ENFIA DEDO NA PRÓPRIA GOELA)
ERRBAHK: Os moleques do Restart.
TULS: Scarlett Johansson.
ERRBAHK: Ah vá se fuder.
TULS: Scarlet Johansson!
ERRBAHK: Nada a ver!
TULS: Não pela tortura em si, mas pra comer ela mesmo.
ERRBAHK: Sai daqui, cara! Que nojo! Comer humana, sabe quanta doença essas vacas tem?
TULS: Que, cê não curte umas humaninhas gostosas?
ERRBAHK: Eu não achei meus paus no lixo não. Se eu fosse obrigado a estuprar humano como parte da tortura, juro, eu brochava. Fora que essa Scarlett é das mais feias.
TULS: Feia? Calaboca, ela é o tesão dos tesões, aliás aposto cincão que ela não é humana.
ERRBAHK: Por isso que tu é cabaço.
TULS: Calaboca! Já comi três!
ERRBAHK: Me contaram. A macieira, a cerejeira e?
TULS: E o teu pai, cusão!
ERRBAHK: Grande merda, também já comi ele! (RIEM) Pra não dizer que eu não comeria nenhum humano… olha… Nelson Mandela.
TULS: É, eu traçava. Mas sou mais o Ruy Otahke.
ERRBAHK: Tcho te mostrar o que é tesão de verdade.
PASSAM NA FRENTE DE UMA BANCA DE REVISTAS. DISCRETAMENTE, ROUBAM UMA REVISTA DE DEMÔNIA PELADA E SAEM DE FININHO. JÁ DISTANTES, ABREM A REVISTA PARA OLHAR.
TULS: Delícia!
ERRBAHK: Olha esse rabo. Olha esse peito. Olha essa pelanca.
TULS: Peraí, volta naquela. Nooooossa!
ERRBAHK: Quer definição melhor para a palavra perfeição do que essas pelanquinhas? Vai comparar com aquela baranga da Scarlett?
TULS: Chegando em casa, eu sou o primeiro.
ERRBAHK: A idéia foi minha, a preferência é minha.
TULS: Grande bosta. Quem se arriscou fui eu.
ERRBAHK: Tu é anjo pra caralho, heim! Mó bico roubar revista!
TULS: Tô sentindo um cheiro de queimado… Acho que é tua rosca, seu querubim!
OUVEM GRITOS DE DOR E DESESPERO.
TULS: É lá da casa do Babababa.
PASSAM EM FRENTE À CASA DO VELHO BABABABA. OS GRITOS VEM DE LÁ.
ERRBAHK: Que cê tá fazendo?
TULS: Vem ver.
ERRBAHK: Cê é louco? Papai nos mata se souber!
TULS: Ah, anjinho, quer uma arpa, quer?
TULS E ERRBAHK PULAM O MURO E OLHAM PELA JANELA BABABABA, UM DEMÔNIO IDOSO, TORTURANDO UM HUMANO. BABABABA NÃO VÊ OS DOIS JOVENS DEMÔNIOS.
HUMANO: Para, por favor, para…
BABABABA: Que? O velho Babababa tá meio surdo. Cê tem que gritar mais alto.
HUMANO: Eu te imploro, por tudo o que é sagrado, para…
BABABABA: Heim?
HUMANO: Por favor, me deixa ir…
BABABABA: Heim?
HUMANO: Me solte…
BABABABA: Ah, mais forte? Tudo bem! (TORTURA. HUMANO GRITA.)
ERRBAHK: (PRO IRMÃO, SEM BABABABA OUVIR) Velho cusão. Um dia, quando eu for um demônio pleno, vou encher a cara dele de porrada e fazê-lo chupar meus paus.
TULS: Ele não merece se divertir assim. Olha pra ele! Velho nerd! Que merda de tortura é essa? Desperdício de humano!
ERRBAHK: Cara eu mal posso esperar pela minha primeira vez.
TULS: Vai ser demais.
ERRBAHK: Você prefere as clássicas ou modernas?
TULS: Eu vou fazer as minhas próprias. Quebrar todas as regras.
ERRBAHK: Sou mais o bom e velho arpão quente com tétano na uretra.
TULS: Eu prefiro os psicológicos.
HUMANO: (GRITA)
BABABABA: Cê me dá um minutinho? Vou passar um fax pro rio das almas perdidas.
BABABABA SAI.
ERRBAHK: Bababaca.
TULS: Topa sacanear o velho?
TULS E ERRBAHK PULAM A JANELA, ENTRANDO NA CASA.
TULS: Pssssiu. Não grita. A gente tá aqui pra te ajudar.
HUMANO: Me soltem… eu nem sei há quanto tempo estou aqui, ele fez coisas horríveis comigo, ele…
TULS: Poxa, que interessante.
TULS E ERRBAHK LIBERTAM HUMANO.
TULS: Pronto.
HUMANO: Obrigado… eu, eu devo minha vida à…
ERRBAHK: Tá, tá, tá. Quer pagar a dívida? (ERRBAHK ENTREGA O OBJETO QUE BABABABA USOU PARA FERIR HUMANO). Pega o velho de jeito.
TULS E ERRBAHK SAEM DA CASA. BABABABA APARECE, NÃO VÊ O HUMANO, MAS VÊ TULS E ERRBAHK PULANDO A JANELA.
BABABABA: Ei! Seus moleques! O que você fizeram com meu humano!
TULS: Corre, pega logo seu andador que você ainda o alcança, Bababaca!
BABABABA: É Babababa! Eu vou é pegar você…
HUMANO ATACA BABABABA DE SURPRESA. BABABABA CAI, GRITANDO. HUMANO ATACA DE NOVO.
BABABABA: Não! Pare! Eu sou só um velho!
HUMANO: Heim? Não ouvi! Fala mais alto, filho da.
HUMANO CONTINUA ATACANDO, BABABABA GRITANDO, TULS E ERRBAHK SAEM CORRENDO RINDO MUITO, ATÉ QUE DO NADA ERRBAHK PARA DE CORRER.
TULS: Que foi? Que cara é essa? (PAUSA) Que foi, Errbahk?
ERRBAHK: Galvão Bueno!
TULS: Grande! Na mesma sala que o Bial.
SAEM DE CENA CONVERSANDO.

CONTINUA NA PARTE 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s